5 dicas para conquistar horas de voo de forma rápida

O mercado da aviação civil vive um ótimo momento. Cada vez mais são necessários novos pilotos no mercado. No Brasil, várias áreas da aviação estão registrando um aumento de demanda por pilotos.

O agronegócio continua crescendo e isso pede mais pilotos para a aviação agrícola. A aviação executiva também está em forte expansão. São Paulo, por exemplo, tem a maior frota de helicópteros do país e está entre as 3 maiores do mundo.

Como mostramos nesse post, o setor da aviação civil vem apresentando crescimento constante nos últimos meses. Com isso, estima-se que mais postos de trabalho, inclusive para pilotos, sejam disponibilizados.

O mercado mostra que precisa de mais pilotos. Mas para conseguir se tornar um é preciso ter horas de voo. Não dá pra ser piloto sem ter as horas que comprovem a sua experiência. Para pilotar um Boeing 737 em uma companhia aérea, por exemplo, são exigidas, em média, 1500 horas de voo. É bastante coisa!

Mas existem alguns caminhos que podem facilitar sua vida e te permitir ganhar experiência e horas de voo de forma rápida e sem gastar tanto. É só seguir nossas próximas dicas.

Faça um curso superior na área de aviação

Fazer um curso superior não vai te dar horas de voo, verdade. Mas pode te ajudar a conseguir estas horas de forma mais fácil. Primeiro que um curso superior vai te dar um conhecimento muito mais amplo, te permitindo trabalhar em diversas áreas da aviação, enquanto você ainda não conquista sua vaga de piloto.

Além disso, pilotos que tem curso superior saem na frente, pois tem conhecimentos que vão além da cabine, entendendo muito mais de como tudo funciona e não ficando limitados apenas a parte prática. Pilotos com curso superior em Ciências Aeronáuticas ou em Tecnologia em Transporte Aéreo possuem uma visão mais ampla e entendem todo o ecossistema que envolve uma companhia aérea, se tornando verdadeiros curingas dentro de qualquer empresa.

Fazendo um curso superior você poderá ingressar na área, em alguma outra função administrativa, enquanto vai fazendo aulas práticas e conquistando horas de voo em aeroclubes. Além disso, trabalhando na área, você poderá criar um network, que é outra dica essencial.

Cultive e expanda sua rede de contatos

Ter uma boa rede de contatos é essencial para qualquer profissional. Para quem deseja ser piloto pode ser a chave para conseguir mais horas de voo sem precisar gastar tanto com aulas em aeroclubes.

São os seus contatos que poderão lhe informar sobre oportunidades de emprego e, são eles que também podem te convidar pra voar como copiloto, conseguindo horas. Ou podem te indicar alguma oportunidade de voar particularmente para pessoas e empresas privadas.

Quanto mais contatos tiver, mais você conversa, mais pessoas conhece, mais aprende e mais oportunidades surgem.

Seja instrutor

Outra boa oportunidade para aumentar suas horas de voo é se tornando instrutor. Para isso você precisa apenas ter a habilitação PP, que exige 40 horas de voo. Depois é importante fazer um curso que habilite para ser instrutor e lhe dê o certificado INVA (instrutor de voo). E nessa você já acumula mais algumas horas de voo na bagagem.

Voando como instrutor, além de aprender mais sobre os modelos que você irá pilotar e acumular mais experiência, você também pode vivenciar e crescer junto com seus alunos. Mais uma vez você irá aumentar seu network e isso será um grande diferencial em sua carreira. Sem falar que é possível já tirar um bom dinheiro pilotando como INVA.

Faça aulas no simulador para contar como horas de voo

Fazer aulas em simuladores certificados podem lhe render algumas horas de voo de forma barata, já que é muito mais barato voar em um simulador do que em um avião de verdade. E, além disso, você pode treinar situações de risco que seriam impossíveis de serem treinadas com segurança em um avião normal.

Para tirar sua certificação em IFR, por exemplo, que habilita a fazer voo por instrumentos, é possível fazer 25 horas em simuladores e, assim, abater aproximadamente 20 horas de voo normais. No entanto, é preciso que seja um simulador AATD homologado pela ANAC para que este tempo seja validado.

Trabalhe em outra coisa, mas não deixe de fazer aulas práticas

Mesmo que você não trabalhe no setor aéreo, tente sempre fazer aulas práticas em aeroclubes para ir acumulando experiência e horas de voo. É possível guardar um pequeno valor mensal para fazer pelo menos uma hora de voo por semana ou a cada 15 dias. O importante é manter esta constância e ficar sempre próximo de pessoas do setor aéreo.

Muitos pilotos começaram em áreas que não são relacionadas com a aviação. Mas usaram isso para ganhar dinheiro e poder fazer aulas práticas. Pode até demorar um pouco mais, mas com certeza será uma forma prática e barata de chegar ao seu objetivo. O importante é manter o foco e não desistir.

Tem dúvidas sobre como ingressar no mercado da aviação? Confira nosso blog e decole seu futuro!

Facebooktwitteryoutubeinstagram

Deixe uma resposta