O que acontece em uma oficina de aeronaves?

Você lembra qual foi a sensação ao ver um avião levantando voo pela primeira vez? Sem dúvida uma das coisas que você pensou foi: como é possível esse pedaço gigante de metal sair do chão, voar acima das nuvens e pousar aparentando tamanha facilidade? Grande parte desse mérito vem de uma oficina de aeronaves que colabora para que este meio de transporte seja um dos mais seguros do mundo.

Os mecânicos são profissionais de extrema importância para o setor aéreo. Sem eles a aviação não teria o posto de segundo meio de transporte mais seguro do mundo. Só perde para o elevador. Mas convenhamos que levantar uma caixa de metal verticalmente não é tão complexo como mandar uma caixa de metal gigante pelas nuvens, não é mesmo?

Mas pra você entender um pouco mais como esse universo da mecânica de aviões é tão incrível, vamos tentar te contar um pouco como funciona uma oficina de aeronaves.

O trabalho começa antes do avião chegar nas mãos do mecânico

Assim que o avião pousa, começa o trabalho do mecânico. Muitas vezes ele é auxiliado pelo piloto que comunica falhas e anomalias encontradas durante o voo. Nos aviões mais modernos a oficina de aeronaves conta com a ajuda de sistemas integrados ao computador de bordo que detectam alterações e possíveis problemas e, em alguns casos, até sugerem quais componentes devem ser reparados.

Se nenhuma anomalia foi encontrada pelo comandante, pela tripulação ou pelos computadores da aeronave, o avião já está pronto pra voar de novo, certo? Errado! Mesmo que não tenha nenhum problema aparente, o mecânico precisa executar diversas checagens antes de liberar para o voo novamente.

Inclusive, logo antes do avião decolar, você pode ter notado que um mecânico acena para a cabine com uma fita vermelha. Não é um aceno de despedida. A fita está presa ao pino de segurança do trem de pouso do avião. Depois de checar se não há vazamentos, se todas as portas estão fechadas e se não há nenhuma avaria aparente, o mecânico retira este pino de segurança, deixando, assim, o avião livre para taxiar e depois levantar voo.

Como é a manutenção básica de um avião?

Além das manutenções de rotina, essas feitas antes da decolagem e logo após o pouso, existem as manutenções básicas, que são feitas nos hangares, que muitas vezes fazem parte do aeroporto. E ainda temos as manutenções mais complexas, feitas em uma oficina de aeronaves, onde praticamente todo o avião é desmontado, peças são trocadas e tudo é deixado como novo.

As manutenções podem ser preventivas ou corretivas. No setor aéreo, a grande maioria é preventiva e a maior parte das companhias aéreas trabalha com margens de segurança elevadas. Se um pneu, por exemplo, é capaz de aguentar mil horas de voo, ele provavelmente será trocado muito antes disso, primeiro pela questão da segurança e, segundo, porque qualquer dano em uma aeronave pode gerar uma reação em cadeia e destruir diversos outros componentes e isso gerará um prejuízo muito maior.

As manutenções básicas feitas em uma oficina de aeronaves são conhecidas como Check A, que são mais rotineiras e realizadas uma vez por mês. Ou Check B, que são um pouco mais demoradas, podendo durar até 48 horas e realizadas a cada 3 meses.

Nessas revisões são checados os sistemas hidráulicos e pneumáticos, o funcionamento dos aviônicos e todo sistema elétrico e a existência de trincas ou rachaduras na fuselagem.

Manutenção completa: hora de desmontar o avião inteiro

De tempos em tempos a oficina de aeronaves é acionada pra fazer uma manutenção completa nas belas caixas de metal voadoras. E esse é um dos segredos que fazem aviões da década de 70 e 80 estarem ainda em atividade. A manutenção preventiva e programada permite que a grande maioria das peças seja trocada, mantendo todo o funcionamento da aeronave.

Para que isso aconteça, a cada 12 ou 18 meses o avião deixa de operar durante um bom tempo e passa por uma revisão completa chamada de Check C. E a cada 5 anos ele vai para uma oficina de aeronaves e passa pelo Check D, onde é completamente desmontado.

Nessa oportunidade ele é praticamente depenado. Toda a pintura pode ser refeita para garantir que a fuselagem não sofra corrosão. E em um avião de grande porte isso pode demorar mais de 10 dias. Bancos são trocados, fiações são verificadas, vedações são renovadas e até os motores podem ser substituídos. Não seria exagero dizer que quando ele sair da oficina será um novo avião.

Conheça muito mais sobre uma oficina de aeronaves

Se você quer saber mais sobre este assunto e ver em mais detalhes como funciona uma oficina de aeronaves, deixamos abaixo dois vídeos bem legais sobre o assunto.

Mas, o melhor jeito de conhecer a fundo este universo incrível é vivenciando. Se você tem interesse nessa área, não deixe a oportunidade passar e conheça nosso curso de mecânico de aeronaves. Essa é a hora de decolar seu futuro!

Facebooktwitteryoutubeinstagram
Postado em Sem categoria

Deixe uma resposta