Curiosidades sobre motores de aviões comerciais

Os motores de aviões comerciais são máquinas fascinantes, gigantescas e extremamente potentes. Afinal, elas precisam fazer com que estes pássaros de ferro que transportam pessoas voem por aí em total segurança, com conforto e rapidez.

Em um post anterior, explicamos como funciona um motor a reação de um avião e como ela torna possível o voo de uma aeronave. Aqui, vamos trazer algumas informações presentes neste texto e ainda agregar outras curiosidades interessantes, que farão você se abismar com o poder dos motores de aviões comerciais.

Os motores de aviões comerciais são parecidos com o seu carro

Guardadas as devidas proporções, em uma coisa os motores de aviões comerciais à pistão são parecidos com o motores automotivos: ambos possuem 4 tempos (admissão, compressão, tempo motor e escape).

Primeiro o ar entra, depois é comprimido e misturado com o combustível, onde ocorre a queima. Dessa queima é gerada a energia calorífica, que aciona a seção da turbina, transformando em empuxo, que empurra a aeronave para frente.

Fonte da Imagem: Google

O motor de um avião é muito mais potente que o de um carro. Muito mesmo!

Um avião tem realmente uma potência absurda! O motor de um Boeing 777-300ER consegue gerar cerca de 110 mil libras de empuxo. Isso é o equivalente a, aproximadamente, 165 mil cavalos de potência.

Para você ter uma ideia, o carro mais rápido do mundo até 2019 é o Hennessey Venom GT, que pode atingir 435 km/h e tem 1244 cavalos de potência. Muito menos do que os motores de aviões comerciais comuns que vemos por aí.

Vale lembrar que enquanto o avião está em solo, seguindo para a decolagem, costuma atingir em torno de 300 km/h. Ou seja, em solo ele já é tão rápido quanto qualquer carro.

O motor de um avião também possui velas

Os motores de aviões comerciais têm mais uma semelhança com motores à combustão que encontramos em carros: o motor de um avião também possui velas. Elas são utilizadas para dar a partida no motor, em operações com muita chuva, neve, gelo. Após a partida do motor, a vela de ignição não entra mais em operação, pois a própria entrada de ar comprimido, se misturando com o combustível, já é suficiente pra manter a combustão.

O motor é o coração da aeronave

Não é exagero dizer que o motor é o coração da aeronave. Ele que faz o avião levantar voo e também é responsável por gerar energia para outros componentes.

O ar que entra no motor é usado para queimar o combustível, mas também serve para alimentar outros sistemas, como o ar-condicionado, sistema pneumático e sistema de pressurização da aeronave.

Fonte da Imagem: Google

Motor de aeronave também passa por revisão

Para garantir a segurança dos voos, os motores de aviões comerciais passam por manutenções periódicas. A cada ciclo (um pouso e uma decolagem), o avião passa por um check-up rápido. E a cada número específico de ciclos ou horas de voo, é necessário levar o motor completo para uma revisão.

Nestes casos o motor é retirado do avião e levado para oficinas especializadas que verificam todas as partes, testam, montam e remontam, buscando falhas, corrigindo desgastes e fazendo limpezas completas para que o motor fique praticamente novo e pronto para ser usado novamente.

Fonte da Imagem: Google

Um motor de avião custa muito caro!

Algumas peças dos motores de aviões comerciais são feitas com materiais nobres e, por isso, custam muito caro.

Apenas uma palheta do fan é feita de liga de titânio, pode custar cerca de R$ 189 mil. Ao todo, apenas o motor de um avião, pode custar mais de 100 milhões de reais, dependendo do modelo e do motor a reação.

Conheça mais curiosidades sobre os motores de aviões

Se você é apaixonado por aviões e quer saber todos os detalhes de um motor, como ele funciona e como é possível fazer uma aeronave levantar voo, aproveite para se matricular no curso de mecânico de aeronaves da AEROTD.

Você pode fazer aulas a distância, de qualquer lugar do país e participar de aulas práticas em diversos parceiros espalhados pelo Brasil. Aproveite esta oportunidade de conhecer como funciona um avião e decolar seu futuro!

Guilherme Santos é especialista em criação de conteúdo e marketing digital.
Trabalha como escritor freelancer e é apaixonado pela aviação desde o seu primeiro voo de Cesna no Flight Simulator 98.

Facebooktwitteryoutubeinstagram

Deixe uma resposta