É possível ter um relacionamento em uma carreira na aviação?

O setor de aviação é extremamente dinâmico, principalmente para aqueles que trabalham no ar. É difícil ter uma rotina fixa, pois a todo momento mudam as escalas e destinos de pilotos e comissários. Por isso, é tão comum ouvir que é mais delicado ter um relacionamento com alguém desta área.

Aeronautas podem ser vistos, assim de primeira vista como solitários ou como pessoas que só conseguem ter relações efêmeras. No entanto, vamos mostrar neste post que, ao contrário do que alguns pensam, é possível, sim, ter um relacionamento com alguém que trabalha na carreira na aviação.

As dificuldades de um relacionamento em uma carreira na aviação

De fato, ter um relacionamento sério e conciliar a carreira no setor aéreo não é algo fácil. Abaixo separamos por tópicos algumas das principais dificuldades enfrentadas nos relacionamentos de quem trabalha nesse setor.

  • É difícil entender e aceitar a rotina de um aeronauta, principalmente quando envolve uma pessoa que trabalha no meio e outra que não conhece essa rotina. Um comissário ou piloto, por exemplo, costuma passar dias longe de casa e quando chega, não é incomum que fique apenas por algumas horas e já emende outra jornada de trabalho.
  • Com duas pessoas se vendo tão pouco e uma longe da outra, sem saber o que cada uma está fazendo, podem surgir desconfianças e isso acaba minando qualquer relacionamento.
  • A ausência traz a carência e em alguns momentos pode criar tentações. A ausência da pessoa que a gente ama, quando passamos tanto tempo fora, pode gerar uma carência e criar tentações. Essa é a principal reclamação daqueles que possuem algum relacionamento em uma carreira na aviação. É preciso ter muito foco e maturidade para entender e saber respeitar o parceiro, compreendendo sua rotina e se policiando para não cair em tentações.
homem segurando mulher nos braços
Fonte da Imagem: Google

Algumas cias tem regras rígidas para relacionamentos

Trabalhar em uma cia aérea internacional rende salários bastante atrativos, porém dependendo da empresa, o profissional deverá obedecer alguns critérios em relação aos seus relacionamentos. Para citar um exemplo, algumas cias do Oriente Médio exige que o profissional não se case antes de completar cinco anos na empresa e, mesmo depois desse período, a união só acontece com autorização do CEO e há casos que são controlados o horário que a funcionária chega em casa (uma acomodação mantida pela empresa e obrigatória) é controlado. Inclusive, visitas do sexo oposto só seriam permitidas até às 22h.

piloto de avião segurando mão de namorada
Fonte da Imagem: Google

Outras são menos restritivas, impedindo apenas que casais façam escalas juntos. No entanto, a grande maioria não vê problemas, nem cria impeditivos para relacionamentos, uma vez que os rendimentos são tão significativos a ponto de proporcionar um futuro bastante promissor para os casais, até os casos que constituem família, principalmente por garantir uma boa aposentadoria e poder investir forte na criação e formação dos filhos,  inclusive pagam tudo para os funcionários: moradia, transporte, escola pros filhos em qualquer lugar do mundo.

Como é o relacionamento entre aeronautas

Tanto o relacionamento entre aeronautas, como entre quem trabalha no ar e em terra, tem suas vantagens. Basta que ambas as partes saibam entender e aceitar as diferenças e peculiaridades dessa relação.

A seguir citamos alguns pontos importantes, que podem ser uma vantagem para casais onde ambos trabalham no setor aéreo.

Um conhece e entende a rotina do outro

Quando existe o relacionamento entre dois profissionais da aviação, eles conseguem se entender melhor, ainda que não trabalhem juntos e tenham escalas diferentes, ambos sabem como funciona a rotina neste setor e compreendem as dificuldades que podem surgir.

Se para alguns pode ser difícil passar finais de semanas ou feriados festivos longe do seu amor, para os aeronautas isso é comum. E um casal que trabalha neste setor aprende a lidar com isso, inclusive passa a aproveitar e gostar das oportunidades de curtir a vida durante a semana, enquanto todos seguem suas rotinas comuns.

piloto de avião com esposa
Fonte da Imagem: Google

É possível trabalhar juntos e conciliar todos os horários

Aeronautas que possuem um relacionamento podem ter algumas vantagens, dependendo da companhia aérea para qual trabalham. Em algumas há a possibilidade de ter escalas casadas, onde os dois podem pegar os mesmos horários de trabalho, o mesmo destino e mesmo horário de folga. Dessa forma eles passam praticamente 24 horas juntos, tanto no trabalho, como nas horas vagas.

Há também a opção de folga casada, onde apenas os horários livres coincidem. Durante a hora de trabalho cada um segue para um destino, voltando a ficar juntos nas folgas.

piloto de avião e aeromoça
Fonte da Imagem: Google

Para os que trabalham juntos, é comum também que consigam estar sempre na mesma cidade e hotel e, assim, acabam aproveitando para curtir novos lugares e culturas. Dessa forma o trabalho não se torna tão cansativo e, muitas vezes, para casais maduros e que se amam de verdade, isso serve como um combustível para o relacionamento.

De fato, sendo o casal do meio aéreo, ou um da terra e outro do céu, o que importa mesmo, no final das contas, é a maturidade e o respeito que ambos têm um pelo outro. Para qualquer relação dar certo é preciso muita compreensão, conversa e amor. Na aviação não é diferente.

Fontes:

https://todosabordo.blogosfera.uol.com.br/2015/03/17/comissarios-tem-dificuldades-para-namorar/

http://noarr.blogspot.com/2011/11/relacionamentos-e-aviacao.html

http://blog.eaereo.com.br/2018/06/tripulante-consegue-namorar-e-casar.html

Guilherme Santos é especialista em criação de conteúdo e marketing digital.

Trabalha como escritor freelancer e é apaixonado pela aviação desde o seu primeiro voo de Cesna no Flight Simulator 98.

Facebooktwitteryoutubeinstagram

Deixe uma resposta