Os passos práticos para se tornar um mecânico de aeronaves

Se você quer se tornar um mecânico de aeronaves e gosta de tudo que envolve essa área, sem dúvidas já deve ter se perguntado se é muito difícil ingressar nessa carreira, como funciona o curso, como é a rotina desse profissional, dentre outras questões.

Pensando nisso, desenvolvemos um pequeno guia com alguns passos práticos para você que quer se tornar um mecânico de aeronaves bem-sucedido.

Para se tornar um mecânico de aeronaves, comece com um bom curso

Para que você tenha uma boa carreira, é essencial que faça um curso de mecânico de aeronaves certificado pela ANAC e com boas referências no mercado. Se sua escola não for homologada, no momento em que for tentar tirar a CCT (Certificado de Conhecimentos Teóricos), será barrado pelo órgão regulador, sendo impedido de exercer a profissão.

Como funciona o curso de mecânico de aeronaves

Os cursos que ajudarão você a se tornar um mecânico de aeronaves são divididos em quatro módulos (períodos) que costumam ter duração de seis meses cada. O primeiro é o módulo básico, que qualifica o aluno sobre os tipos de motores de aviação geral, todos os sistemas de hélices e rotores, e com todos os sistemas dos grupos moto propulsores.

Depois de concluir o módulo básico, o aluno pode escolher se conclui os próximos módulos. Alguns começam a trabalhar e já se dão por satisfeitos. No entanto, se você quer se tornar um mecânico de aeronaves altamente qualificados, deve optar por concluir os módulos GMP, CEL e AVI, se tornando assim, um profissional habilitado para trabalhar com qualquer tipo de aeronave e ferramentas, o que irá aumentar imensamente suas chances de sucesso no mercado de trabalho.

Após concluir o módulo básico, o segundo é o GMP (Grupo motopropulsor), que habilita a trabalhar com todos os tipos de motores de aviação geral, todos os sistemas de hélices e rotores e com todos os sistemas dos grupos motopropulsores. Aqui já é possível fazer a prova da ANAC e tirar seu CCT para trabalhar em setores ligados a esse tipo de habilitação.

O terceiro é o CEL (Célula), que habilita a trabalhar com todos os sistemas de pressurização, ar condicionado, pneumático, sistemas hidráulicos, estrutura de aviões e helicópteros em geral (fuselagem da aeronave).

E o último é o AVI (Aviônicos), que habilita a trabalhar com todos os componentes elétricos e eletrônicos de aeronave, inclusive instrumentos de navegação, rádio navegação e rádio comunicação, sistemas elétricos e de radar.

O curso tem duração total de dois anos e ao seu final, o profissional sai habilitado em 3 áreas relacionadas à manutenção de aeronaves, podendo trabalhar em diversas funções e empresas do setor aéreo.

Fonte da Imagem: AeroTD

Tenha um bom nível de inglês

Uma dica importante, que todo profissional que quer se tornar um mecânico de aeronaves precisa levar em consideração é aprimorar o seu nível de inglês. Podemos dizer que esta é a língua mãe da aviação e é muito importante que o aluno vá além do que é ensinado no curso.

Todos os manuais, guias e equipamentos existentes seguem o padrão da língua inglesa, por isso, conhecer bem o idioma é questão de sobrevivência e tornará o profissional mais completo e requisitado por qualquer empresa.

inglês para mecânico de aeronaves
Fonte da Imagem: Google

Após estar habilitado, continue estudando!

Logo após fazer o curso e conseguir seu CCT e, em seguida, o CHT, você já poderá iniciar os serviços em alguma empresa de aviação. No entanto, será necessário continuar estudando para se tornar um mecânico de aeronaves completo.

Isso porque, inicialmente, você começa a carreira como um ajudante ou assistente. Para poder trabalhar em aeronaves específicas, a companhia aérea fará um treinamento especial dedicado para o tipo de avião que ela mais utiliza.

Após este treinamento inicial, chega a hora de realmente trabalhar como mecânico em aeronaves de grande porte. A partir desse momento você também conseguirá um cargo e remunerações maiores.

Resumindo, a melhor forma de se tornar um mecânico de aeronaves é manter-se sempre interessado, estudando e aprimorando suas habilidades. Dessa forma, será mais fácil ser contratado e se tornar um profissional requisitado por qualquer empresa.

Fonte da Imagem: Google

Guilherme Santos é especialista em criação de conteúdo e marketing digital.
Trabalha como escritor freelancer e é apaixonado pela aviação desde o seu primeiro voo de Cesna no Flight Simulator 98.

Facebooktwitteryoutubeinstagram

Deixe uma resposta